fbpx

Como registrar minha marca? Passo a passo de como fazer

Uma dúvida recorrente de muitas instituições religiosas é sobre como registrar a marca, de modo a garantir que o nome da igreja não seja copiado ou confundido com outras organizações. 

O responsável por essa documentação é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) que garante os direitos sobre a propriedade dos registros de marcas, entre outros símbolos de empreendimentos privados ou públicos. 

O registro tem validade de 10 anos, e depois desse prazo, o responsável deve solicitar a prorrogação do direito. Além disso, é preciso destacar outra informação relevante sobre a marca registrada. A empresa só pode solicitar um nome ou logomarca em conformidade com o objetivo social desenvolvido. 

Desse modo, reunimos informações para que os dirigentes de igrejas possam se pautar quando forem registrar a marca. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

O que é registro de marca e qual a função?

Inicialmente é importante esclarecer que o registro de marca oficializa o direito de uso de uma determinada empresa ou instituição, de modo que não seja possível usar o nome ou símbolo em outra organização. Segundo dados do INPI, em 2021, foram efetivados 386.845 pedidos dessa natureza. 

Desse modo, uma igreja interessada em registrar a marca deve ter compreensão de que o processo é classificado de acordo como produto ou serviço. Sendo assim, para uma instituição religiosa, o ideal é que seja aplicada a função nominativa, na qual é registrado apenas o nome, independente dos serviços prestados. 

A título de esclarecimento, as demais classificações são as seguintes: figurativa (registro de logotipos ou desenhos), mista (nome e apresentação gráfica) e tridimensional (segundo as três dimensões). 

PLANILHA PARA IGREJAS BAIXE GRÁTIS

Como registrar a marca de uma igreja?

De modo geral, o procedimento para registrar a marca de uma igreja é semelhante ao de outras empresas, contudo, é importante atenção na elaboração do pedido, de modo que a solicitação não seja indeferida pelo INPI. 

Nesse sentido, é fundamental realizar uma busca de anterioridade da marca para confirmar que o nome escolhido não está registrado por outra instituição. A pesquisa é realizada no portal do INPI, identificando se a opção já é segurada e ainda, se uma instituição concorrente está em atividade ou não. 

Para facilitar a elaboração do pedido, confira os documentos que serão solicitados no processo:

– Cópia do contrato social ou estatuto atualizado;

– Cópia do cartão CNPJ

– Desenho do logotipo (em caso de marca mista ou figurativa)

– Breve descrição e desenho das vistas e perspectiva (em caso de marca tridimensional)

– Preenchimento dos formulários disponíveis no site do INPI

É válido esclarecer que não é obrigatório registrar a marca de uma igreja, contudo é a única forma de proteger o nome e o logotipo da instituição. Lembrando que essa garantia evita confusões com outras denominações religiosas, portanto, é importante entrar com o processo, o quanto antes. 

Outra informação relevante para os responsáveis é que as igrejas devem pagar as taxas federais referentes ao registro de marca, assim como outras organizações sociais sem fins lucrativos. 

Do mesmo modo, o nome escolhido deve atender o manual de marcas do INPI, assim como o logotipo. A título de exemplo, se uma instituição coloca símbolos como mapas, globos terrestres e planisférios, pode ter o pedido negado, conforme as regras estabelecidas no guia da instituição

Por fim, é preciso destacar que o processo para registrar marca de uma empresa demora 24 meses (dois anos). Com aprovação, a instituição recebe o certificado do órgão federal, atestando a exclusividade de uso do nome e/ou logotipo pelo prazo de 10 anos. Se o pedido de prorrogação não for realizado antes da data limite, a igreja corre o risco de perder a segurança do nome. 

Quais os documentos necessários para formalizar uma igreja?

Apesar da importância de registrar a marca de uma igreja, a atenção principal deve ser com a formalização das atividades, por isso, é fundamental que os responsáveis efetivem o documento de fundação e constituição em cartórios de registro de pessoas jurídicas. 

Para realizar esse procedimento é necessário que a organização desenvolva um estatuto, no qual são estabelecidas as regras de funcionamento, apresentadas em uma assembleia realizada com os frequentadores. Essas etapas são importantes e precisam ser aprovadas pela maioria, já que serão definidos: cargos de representação como presidente ou diretor, nome da igreja e aprovação do estatuto. 

Durante a assembleia será redigida uma ata de fundação na qual deve constar: data, local, horário da reunião, representantes aprovados, além de outros detalhes decididos pelo grupo religioso. Ao final, os participantes assinarão o documento que será encaminhado para formalização no cartório. 

Vale ressaltar que as igrejas são obrigadas a se inscreverem no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) como estabelecimentos que desenvolvem atividades (prática ou culto religioso), em caráter temporário ou permanente. Para isso, serão solicitados os seguintes documentos:

– Documento básico de entrada 

– Ficha cadastral de pessoa jurídica na Receita Federal 

– Quadro de associados;

– Estatuto social e ata de fundação registrados em cartório. 

Outra informação importante para os responsáveis da igreja é como agir em caso do pedido ser indeferido A orientação do INPI é de que seja apresentada uma única petição de recurso, com identificação das classes que são objeto do pedido de reavaliação.

Por outro lado, se o processo for deferido parcialmente em registro de sistema multiclasse, o recebimento da petição será aceito, mediante pagamento da concessão nas classes referidas. Caso não seja comprovado, o órgão pode arquivar o pedido com base no artigo 36 da portaria nº8/2022. 

Como foi possível observar, os trâmites para formalizar uma igreja e registrar a marca requerem conhecimento da legislação e das etapas contábeis. Por isso, é um trabalho que pode ser contratado com empresas de contabilidades experientes. 

A Contabilidade para Igrejas é uma empresa contábil especializada no atendimento de igrejas, prestando serviços como abertura de empresas, registro de marca e obrigações fiscais relativas às instituições religiosas. Sendo assim, se quiser mais informações sobre esses serviços acesse o site e entre em contato conosco. Teremos muita satisfação de retornar e esclarecer suas dúvidas. 

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Summary
Como registrar minha marca? Passo a passo de como fazer
Article Name
Como registrar minha marca? Passo a passo de como fazer
Description
Uma dúvida recorrente de muitas instituições religiosas é sobre como registrar a marca. Leia o artigo que preparamos para saber mais.
Author
Publisher Name
Contabilidade Para Igrejas
Publisher Logo
PLANILHA PARA IGREJAS BAIXE GRÁTIS
ABRIR IGREJA
TERMO DE TRABALHO VOLUNTARIO

Compartilhe este artigo!

Facebook
WhatsApp
Entre em contato

E-mail:
comercial@contabilidadeparaigrejas.com

Telefones: 21 2667.1431
WhatsApp - 21 98556-6260

Quero receber uma ligação

Escritório de Contabilidade Barra da Tijuca - RJ

Condomínio Le Monde Office

Av. das Américas, 3500 – Bloco 7 – Sala 617 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-102

Escritório de Contabilidade Nova Iguaçu - RJ

Edifício Rossi Via Office

Rua Iracema Soares Junqueira, 85 – Sala 513 – Centro – Nova Iguaçu – RJ – 26210-260

plugins premium WordPress